Skip to main content

Inscrição Indevida em SPC / SERASA pelo banco por cobrança na manutenção de conta inativa são ilícitas e geram indenização por danos morais e a exclusão da dívida.

Se você está sendo cobrado pelo banco por dívida gerada em uma conta que você não utiliza por meses ou anos, saiba que essa cobrança é indevida.

Importante destacar que é pacífico o entendimento dos tribunais autorizando a exclusão da cobrança advinda das taxas e tarifas de manutenção da conta inativa, bem como o de indenizar por danos morais quando ocorre a inscrição em órgãos como o SPC/SERASA em decorrência dessa cobrança indevida.

No caso concreto o banco dentro de 90 (noventa) dias, percebendo que o cliente não mais movimentou a conta, deve notificar o correntista questionando se há o interesse ou não em manter a conta.

Se não houver qualquer manifestação pelo correntista e, após 06 (seis) meses sem qualquer movimentação, deverá o banco automaticamente encerrar a conta.

Caso o banco não proceda com a notificação dentro do prazo determinado e não encerre a conta após os 06 (seis) meses de inatividade, gerará a cobrança indevida das taxas e tarifas para a manutenção da conta.

Como o correntista deve proceder?

Para excluir a dívida e limpar o seu nome é necessário ingressar na justiça com uma Ação Declaratória de Inexistência de Débito cumulada com Indenização por Danos Morais e pedido de Antecipação de Tutela para a retirada do nome dos cadastros SPC/SERASA.

O fundamento para a referida ação baseia-se na jurisprudência, no Código de Defesa do Consumidor e no NORMATIVO SARB 002/2008 emitido pela Federação Brasileira dos Bancos – FEBRABAN.

Assim, durante o trâmite processual o juiz verificará que restou configurada a falha na prestação de serviço do banco e a ilicitude da cobrança advinda da manutenção equivocada da conta inativa, declarando ao final a inexistência da dívida com a exclusão do nome do autor dos cadastros restritivos de crédito, bem como fixará um valor a título de danos morais.

Se o correntista pagou a dívida terá direito ao ressarcimento do pagamento indevido?

Sim, sendo a cobrança dos valores indevida e, caso o correntista pague o valor cobrado, terá direito de ser ressarcido no valor em dobro do que efetuou, conforme dispõe o Código de Defesa do Consumidor.


Você, consumidor que está tendo problemas com bancos, bem como, está com seu nome sujo no SPC/SERASA, entre em contato com a Turnes Advogados em Porto Alegre. Um de nossos profissionais terá prazer em dar uma solução para suas dificuldades.

Turnes advogados no JusBrasil.

Abrir WhatsApp
Precisa de Ajuda
Olá, podemos te ajudar?